FTW - Ball Skirts e Meredith O'Connor

(PT) Essa tendência com certeza vai dividir opiniões, uma vez que você pode amar quando vê outra pessoa usando, mas é difícil se imaginar usando também.

(ENG) This trend will certainly divide opinion, once you can love when you see someone else using, but it is difficult to imagine using too.
5a0e052b82db4f4c44ff0c066c578029

(PT) A ideia de incorporar as grandes saias de baile ao look do dia-a-dia requer certa atitude e autoconfiança, mas o resultado pode ser incrível.

(ENG) The idea of incorporating the full ball skirts on the look of the day demands a certain attitude and confidence, but the results can be amazing.

Slide2Slide1
Source/Fonte: Google - Pinterest (If any of this images belongs to you please let me know and I'll give you the credits)

(PT) Dicas:
- Combine-as com camisetas, camisas ou cropped tops simples;
- Use-a com cintura alta e bem marcada;
- Invista em um salto para alongar a silhueta;
- O comprimento deve cobrir praticamente todo o sapato e ficar próximo ao chão ou então em comprimento midi (abaixo do joelho);
- As saias mais cheias são melhores para usar a noite,
- São perfeitas para o outono/inverno e para eventos mais importantes que não peçam traje formal.

(ENG) Tips:
- Combine them with t-shirts, shirts, or cropped tops;
- Use it fit and high on the waist;
- Invest in a heel to elongate the silhouette;
- The length should cover the whole shoe and stay close to the ground or otherwise be midi length (below the knee);
- The fuller skirts are best to use at night,
- They are perfect for autumn/winter and for most important events that do not request formal attire.

Slide3Slide4Source/Fonte: Google - Pinterest (If any of this images belongs to you please let me know and I'll give you the credits)

(PT) Eu desenhei dois looks para a cantora americana Meredith O'Connor, um deles apostando na tendência das 'ball skirts'.

(ENG) I designed two looks for American singer Meredith O'Connor, one of them focusing on the 'ball skirt' trend.

DSC08712

DSC08712 - Cópia

(PT) E por falar em Meredith O'Connor, já assistiu ao clipe "Just The Thing"? A Meredith é uma cantora que comanda uma enorme campanha anti-bullying e faz questão de passar essa mensagem em suas canções.

~~Eu sou estranha
Tenho um pouco de TOC
Sou muito alta
E sempre digo a coisa errada
Eu falo muito rápido, esqueço de respirar
Tropeço em toda a minha animação
Estou sempre fora de alcance e penso muito sem constrangimento
Estou sempre nas nuvens, e provavelmente nunca vou pousar
Eu não me encaixo entre a multidão
Mas eu me encaixo com você
Eu não me encaixo entre a multidão,
Mas eu gosto como você é um pouco estranho também
E é isso que eu gosto em você~~

(ENG) And speaking of Meredith O'Connor, have you seen the video for "Just The Thing"? Meredith is a singer who commands a huge anti-bullying campaign and is keen to pass that message in her songs.

~~I’m awkward
a little OCD
I’m too tall
I always say just the wrong thing
I talk too fast, forget to breathe
get tripped up in all my energy
I’m outta touch and think too much offhand
I’m in the clouds I’ll probably never land
I don’t fit in with the in crowd
but I fit with you
I don’t fit in but I like out
you’re a little weird too
that’s just the thing I like about you~~

(PT) Ela inclusive deixou uma mensagem a todos os seus fãs, leitores do blog, e aqueles que sofrem ou já sofreram com o bullying de algum modo.

"A coisa mais triste do mundo é quando uma criança sente que tem algo errado com ela, e que por isso merece ser intimidada. Em uma idade, como 9 ou dez anos, isso é fácil de acontecer, porque você vai pensar que tudo tem que acontecer por uma razão. As pessoas que intimidam você estão erradas, aprenda a amar a si mesmo de qualquer maneira. E lembre-se, a coisa que eles zombam de você, é o que faz você se destacar do resto. Abrace o que você é, e isso irá ajudá-lo no final." (Meredith O'Connor)

(ENG) She even left a message to all of her fans, our blog readers, and those who suffer or have suffered from bullying in some way.

"The saddest thing in the world is when a kid feels that they did something wrong, and deserve to be bullied. At a young age like 9 or ten, thats easy to happen because you will think everything has to happen for a reason. The people who bullied you are in the wrong, and learn to love yourself regardless. And remember, the thing they mock about you, is what makes you stand out from the rest. Embrace it it will help you in the end. "

unnamed

(PT) Espero que tenham gostado e você pode fazer o download de "Just The Thing" no iTunes AQUI!

(ENG) Hope you liked it and you can download "Just The Thing" on iTunes HERE!

Abraço de Urso
Bea Hug

Dryka B.

 

Playlist - Grunge

(PT) Este post é especialmente para o Luis Felipe Furlan que ganhou os dois últimos desafios de desenho da página do blog no Facebook, o que deu a ele a chance de escolher qualquer tema para a playlist da semana! E a escolha dele foi Grunge!

(ENG) This post is especially for Luis Felipe Furlan who won the last two 'drawing challenges' on the blog's Facebook page, which gave him the chance to choose any theme for the playlist of the week! And his choice was Grunge!

178701_papel-de-parede-nirvana--178701_1600x1200

Temple of The Dog - Hunger Strike

(PT) A Temple of The Dog esteve em atividade por apenas 2 anos e tem apenas um álbum. A banda foi formada por membros da precursora do movimento Grunge Mother Love Bone e outros integrantes de bandas como Soundgarden e Pearl Jam como tributo ao vocalista Andrew Wood. "Hunger Strike" definitivamente merece estar nessa playlist, o dueto de Chris Cornell (vocalista do Soundgarden) e Eddie Vedder (vocalista do Pearl Jam) definitivamente fizeram jus a memória do amigo Andrew Wood, nem preciso falar da melodia.

~~ Mas eu não posso me alimentar dos fracos
Quando meu copo já está cheio~~

(ENG) Temple of The Dog was active for only 2 years and they released only one album. The band was formed by members of the forerunner of the Grunge movement Mother Love Bone, and other members of Soundgarden and Pearl Jam as a tribute to singer Andrew Wood. "Hunger Strike" definitely deserves to be on this playlist, the duet between Chris Cornell (lead singer of Soundgarden) and Eddie Vedder (lead singer of Pearl Jam) definitely honor their friend Andrew Wood, and we don't even need to talk about the flawless melody.

~~ But I can't feed on the powerless
When my cup's already overfilled~~

Pearl Jam - Black

(PT) Minha banda favorita da lista definitivamente. Eu tenho um lugar especial no meu coração para a voz do Eddie Vedder. Formada em 1990 e ainda ativa, Pearl Jam tem dez álbuns de estúdio gravados e é uma discografia que vale a pena ter! "Black" é a escolhida pra playlist porque ela cantada ao vivo me dá arrepios e eu absolutamente amo a letra. 

~~ Eu sei que algum dia você terá uma vida maravilhosa,
Eu sei que você será uma estrela no céu de um outro alguém,
Mas por quê? Por quê? por quê?
Não pode ser, não pode ser no meu?~~

(ENG) Definitely my favorite band on this list. I have a special place in my heart for Eddie Vedder's voice. Formed in 1990 and still active, Pearl Jam has ten studio albums recorded and a discography that is worth having! "Black" is the chosen one for the playlist, because the Live gives me chills and I really love the lyrics.

~~ I know someday you'll have a beautiful life,
I know you'll be a star In somebody else's sky,
But why? Why? why?
Can't it be, can't it be mine?~~

Stone Temple Pilots - Creep

(PT) Com primeiro álbum lançado em 1992 e um histórico de lançamentos de sucesso, a Stone Temple Pilots sofreu a maldição das brigas internas que causou a dissolução da mesma em 2002, mas depois de um hiatus de seis anos a banda voltou com a mesma formação até a substituição do vocalista Scott Weiland por Chester Bennington (vocalista do Linkin Park) em 2013.

~~Eu sou metade do homem que costumava ser
Porque eu me sinto como o alvorecer
Que se desbota em um tom de cinza~~

(ENG) With their first album released in 1992 and a history of successful releases since then, Stone Temple Pilots suffered the curse of the 'infighting' that caused the dissolution of them in 2002, but after a six year hiatus the band reunited with the same formation until replacement of the vocalist Scott Weiland. Chester Bennington (Linkin Park's vocalist) took on Weiland's place in 2013.

~~ I'm half the man I used to be
Because I feel as the dawn
It fades to gray~~

Soundgarden - The Day I Tried to Live

(PT) Soundgarden foi formada em 1984, mas só atingiu grande sucesso nos anos noventa quando o movimento se popularizou. É do álbum de maior sucesso da banda "Superunknown", a escolhida pra playlist, simplesmente porque eu adoro o som do baixo e o fato da letra ser sobre alguém que tenta viver normalmente e conviver com todos, mas simplesmente não se encaixa.

~~ As palavras que você diz nunca parecem 
Fazer jus às que estão
Dentro da sua cabeça~~

(ENG) Soundgarden was formed in 1984, but only achieved great success in the nineties when the movement became popular. It is from the most successful album of the band, "Superunknown", the chosen song for the playlist, simply because I love the sound of the bass and the fact that the lyrics are about someone who tries to live normally and get along with everyone, but just does not fit in.

~~Words you say never seem
To live up to the ones
Inside your head~~

Alice in Chains - Nutshell

(PT) Formada em 1987, pelo guitarrista e compositor Jerry Cantrell e o vocalista original Layne Staley, Alice in Chains definitivamente se destaca entre as outras pela habilidade de me fazer chorar. Eu tenho certeza que músicos e fãs da banda podem fazer uma lista gigante sobre as habilidades vocais e instrumentais da banda, métricas, filosofia das letras, entre outros, mas o que no final me ganha completamente numa música é a habilidade de me fazer sentir e "Nutshell" e "Black Gives Way to Blue" são mestres nisso.

~~Nós perseguimos mentiras mal contadas
Nós encaramos o caminho do tempo
E mesmo assim eu enfrento, e mesmo assim eu enfrento
Esta batalha completamente sozinho
Ninguém para quem chorar, nenhum lugar para chamar de lar
Meu amor próprio foi violado
Minha privacidade foi invadida
E ainda encontro, e ainda encontro
Se repetindo em minha mente
Se não posso ser eu mesmo, eu me sentiria melhor morto~~

(ENG) Formed in 1987 by guitarist and songwriter Jerry Cantrell and original lead vocalist Layne Staley, Alice in Chains definitely stands out among the others for its ability to make me cry. I'm sure musicians and fans of the band can make a giant list of their vocal and instrumental skills, metrics, philosophy of lyrics, among others, but what in the end wins me completely in music is the ability to make me FEEL and "Nutshell" and "Black Gives Way to Blue" are masters at it.

~~We chase misprinted lies
We face the path of time
And yet I fight, and yet I fight
This battle all alone
No one to cry to, no place to call home
My gift of self is raped
My privacy is raked
And yet I find, and yet I find
Repeating in my head
If I can't be my own, I'd feel better dead~~

BONUS

Nirvana - All Apologies

(PT) Porque fazer playlist Grunge e não adicionar Nirvana é blasfêmia…

~~O que mais eu deveria ser?
Todas as desculpas
Que mais eu poderia dizer?
Todo mundo é gay
O que mais eu poderia escrever?
Eu não tenho o direito
O que mais eu deveria ser?
Todas as desculpas~~

(ENG) Because a Grunge playlist without Nirvana is blasphemy ...

What else should I be?
All apologies
What else could I say?
Everyone is gay
What else could I write?
I don't have the right
What else should I be?
All apologies~~

(PT) Tem uma favorita? Quer sugerir outra música ou um tema pra nossa playlist da semana? Deixa um comentário aí embaixo! E não esqueça de Curtir e Compartilhar!

Lembrando que a playlist fica guardadinha no nosso canal do Youtube pra quando você quiser ouvir, então vem AQUI e se inscreve!

*Agradecimento especial ao Vitor Tozzi que me apresentou algumas bandas e músicas que eu não conhecia pra criar essa playlist!

(ENG) Have a favorite? Want to suggest a topic or another song to our playlist of the week? Leave a comment below! And do not forget to Like and Share on Facebook!

Recalling that the playlist is on our Youtube channel for when you want to hear, so come HERE and subscribe!

* Special thanks to Vitor Tozzi who introduced me to some bands and songs I didn't know before to create this playlist!

Abraço de Urso
Bear Hug

Dryka B.

"Humans of Seoul" As verdadeiras cores da capital Sul-Coreana

Ainda que haja diferenças culturais entre pessoas de países distintos, há sempre o sentimento humano comum e a busca pela felicidade nos unindo. Isso foi o que eu aprendi no momento em que comecei a seguir o "Humans of New York" (HoNY) e eu não fui a única, a ideia se espalhou e hoje há centenas de blogs mostrando os humanos do mundo. Um deles é o "Humans of Seoul" (Humanos de Seul), pelo qual eu tenho um lugar especial no meu coração, já que me permite observar um pouco a Coréia do Sul além da música, os dramas da TV e os livros de história que eu tenho em mãos. Ele mostra as pessoas comuns vivendo pelas ruas de Seul.

Como a grande fã que eu sou, eu pedi ao "Humans of Seoul" pela chance de falar sobre o projeto e compartilhar com todos vocês, e para isso eles gentilmente responderam algumas perguntas.

Slide1

Dryka B. : Por que o projeto "Humans of New York" ("Humanos de Nova York") o inspirou?
Humans of Seoul: "Humans of New York" é uma grande ideia porque dá aos leitores uma espiada dentro das vidas únicas de pessoas que, em uma cidade tão grande quanto Nova York, talvez se percam na multidão de outra forma. HoNY também entrega mensagens e valores que frequentemente são subestimados na mídia atual, que demasiadas vezes se concentra nos aspectos negativos. Essas são pessoas com quem podemos nos identificar ou simpatizar, o que pode fazer-nos sentir conectados não importa onde esse indivíduo viva. Nós queríamos que o povo coreano experimentasse o mesmo sentimento. Em uma cidade com mais de 10 milhões de pessoas, é fácil se sentir sozinho ou diferente. Isso é especialmente verdade na sociedade coreana, onde a ênfase é colocada na consciência coletiva acima das ideias, valores e da existência geral do indivíduo.

Slide3

Dryka B. : Qual é, na sua opinião, a principal diferença entre "Humans of New York" e "Humans of Seoul"?
Humans of Seoul: Resume-se à cultura. Nós postamos na nossa página em ambos, coreano e inglês, para que leitores de outros países possam ver as similaridades e diferenças entre o povo da Coréia e de qualquer outro lugar do mundo. Do ponto de vista coreano, é comum inicialmente esconder ou mascarar nossos sentimentos e pensamentos daqueles a nossa volta. Nós estamos sinceramente curiosos quanto a como os indivíduos em Seul realmente são e não queremos só saber onde moram e o que fazem para viver. Espero que os leitores coreanos sintam que fazem parte de uma comunidade depois de seguir "Humans of Seoul". Outra diferença está no foco no auto-reconhecimento da felicidade. Seul, como capital do país, tem a mais alta taxa de suicídios e a mais baixa taxa de satisfação de vida. Nossos entrevistados frequentemente confessam suas visões pessoais sobre felicidade e procuram aconselhar, especialmente, a futura geração. Isso sugere um forte desejo de felicidade por baixo da dura pressão da sociedade sobre as vidas individuais, inspirando os leitores a terem um futuro melhor; é uma forma de humanidade sincera vinda de estranhos.

Slide2

Dryka B. : Eu tenho um amigo com quem geralmente converso através do Facebook e em algumas ocasiões a conversa é engraçada já que Português é minha língua nativa e ele é coreano, então nós temos que nos encontrar no meio do caminho conversando em inglês, mas ele não é tão bom e eu às vezes também me perco na tradução. Eu venho tentando aprender coreano aos poucos sozinha. Você já conheceu alguém nas ruas de Seul tentando superar a barreira linguística?
Humans of Seoul: As coisas são diferentes quando o estrangeiro vive em Seul. Existem milhares de aulas de coreano. Só por estarem em uma cidade coreana a sua proficiência no idioma tende a melhorar. A maioria dos estrangeiros, exceto por coreanos americanos, não falavam a língua bem, mas a pronúncia de algumas palavras necessárias como por exemplo:“Ajumma” (Senhora) e “Gyesan haejuseyo” (Eu gostaria de pagar a conta), são muito boas. Eu pessoalmente conheço estrangeiros que falam coreano muito bem, mas ainda não encontrei pessoas com a mesma habilidade pelas ruas.

Slide4

Dryka B. : Eu preciso dizer, eu me interessei pela Coréia por causa da música pop coreana e dos dramas, e através deles sempre se ouve sobre Busan, Jeju, Incheon, Gwangju, o que me deixa curiosa sobre as pessoas que vivem fora da capital. Vocês tem algum plano para começar outros projetos como esse em outras cidades coreanas ou pelo menos extendê-lo para ‘Humans of Korea’?
Humans of Seoul: Alguns administradores de páginas nos contataram nos estágios iniciais. Nós sempre os aconselhamos a colocar a humanidade em primeiro lugar. Como em "Humans of New York", "Humans of Seoul" atualmente visa a humanidade e a universalidade, não as características regionais; portanto, nós não temos certeza que forma uma página unida do projeto "Humans Of" teria na Coréia. Talvez seja divertido ver!

Dryka B. : Na minha pesquisa para saber mais sobre a Coreia, já que tantos aspectos sobre ela me fascinam, eu encontrei alguns blogs não tão amigáveis em relação a estrangeiros, o que atrasa e desencoraja a troca cultural entre pessoas de países diferentes. O Brasil tem alguns estereótipos ligados a ele e você provavelmente os conhece e, mesmo que não seja tudo sobre o país, é sim parte da nossa cultura. Existem muitas generalizações sobre a Coréia que não são realmente parte da cultura? E como as pessoas costumam reagir a elas?
Humans of Seoul: Nós também conhecemos o problema mencionado, mas é um pouco cedo demais para darmos uma resposta conclusiva à sua pergunta. Nós, incluindo a editora da edição em inglês, já moramos na Coréia há muito tempo; não é fácil para nós vermos como a cultura coreana é vista da perspectiva de outras culturas. O que contribui para esse problema é que tem existido formas muito limitadas para conhecer vidas coreanas como elas realmente são. Nós acreditamos que "Humans of Seoul" compensa as fontes escassas.

Slide5

Dryka B. : Como você mencionou antes Humans of Seoul foi inspirado pela iniciativa de Humans of New York, mas pode nos contar como surgiu a ideia? E um pouco sobre o time por trás de tudo, como de onde são, idades e futuras ambições?
Humans of Seoul: No verão passado, eu (editor chefe) fui informado pela minha amiga sobre um projeto de fotografia incrível. Ela simplesmente mencionou o site, me mandando o link: humansofnewyork.com. Primeiro eu pensei que o site fosse onde o fotógrafo agrupasse imagens de cidadãos estranhos de Nova York, mas conforme fui lendo postagens diárias do HoNY na timeline do Faecbook, minha percepção mudou completamente. Então, cheguei à conclusão de que o povo de Seul precisava de um projeto como HoNY. Logo em seguida liguei para o meu amigo, Kihun Park (diretor criativo), que trabalha como fotógrafo de moda. Depois de analisar vários episódios de HoNY, ele disse “Tudo bem, vamos fazer isso!”. Mais tarde, para uma tradução precisa para o inglês, nós recrutamos uma nativa da língua, Christy, que trabalha como professora de inglês na Coréia e lê coreano em um nível razoável. Nós não estamos certos quanto ao futuro desse projeto, mas a primeira meta por enquanto é esclarecer os cidadãos de Seul sobre felicidade e humanidade, aspectos que parecem esvair-se conforme o país se desenvolve.

10325286_10152006390392750_7763002987643420785_nCo-fundadores do "Humans of Seoul"

Aproveitar uma leitura, sair com os amigos, seguir os próprios sonhos…ainda que expressado em uma língua diferente ao redor do mundo, isso são coisas com as quais todos podemos nos relacionar. Aceitar as diferenças, admirá-las e abraçar as similaridades, é disso que esses projetos se tratam, e é assim que o mundo deveria ser também.

Obrigada ao "Humans of Seoul" por gentilmente conversar com o RomanticK e por nos mostrar um pouco das verdadeiras cores da Coréia.

Mostre seu apoio seguindo as páginas do "Humans of Seoul", e aproveite para ver mais histórias como essas:

Facebook: www.facebook.com/seoulhumans
Tumblr: www.humansofseoul.com

Não esqueça também de acompanhar o projeto original "Humans of New York"
Website: www.humansofnewyork.com
Facebook: www.facebook.com/humansofnewyork

*Agradecimento especial para Ingra Braga, que ajudou a traduzir e corrigir a entrevista!

Abraço de Urso
Dryka B.

"Humans of Seoul" The true colors of South Korea's capital

Although there are cultural differences between people from different countries, there is always the common human feeling and the pursuit of happiness uniting us. That's what I learned from the moment I started to follow "Humans of New York" (HoNY) and I wasn't the only one, the idea spread all around the world and today there are hundreds of other blogs showing the humans of the world. One of them is "Humans of Seoul" for which I have a special place in my heart since it gives me a glimpse of Korea besides the music, TV dramas and historical books I have in hand, it shows the ordinary people living on the streets of Seoul.

As a big fan that I am, I asked "Humans of Seoul" for a chance to talk about this project and share with all of you, and for this they kindly answered some questions.

Slide1

Dryka B. : Why did the project "Humans of New York" inspire you?
Humans of Seoul: Humans of New York is such a great idea because it gives readers a glimpse into the unique lives of people who, in a city as large as New York, may otherwise get lost in the crowd. HONY also delivers messages and values which are frequently overlooked in today’s media which far too often focuses on the negative. These are people we can relate to or sympathize with which can make us feel connected no matter where an individual may live. We wanted people of Korea to have the same sort of feeling. In a city of more than 10 million people, it is easy to feel alone or different. This is especially true in Korean society, where an emphasis is placed on group consciousness rather than an individual’s ideas, values, and overall existence.

Slide3

Dryka B. : What do you think is the main difference between Humans of New York and Humans of Seoul?
Humans of Seoul: It comes down to culture. We post our page in both Korean and English so readers from any country can see the similarities or differences between people from Korea and anywhere else in the world. From a Korean point of view, it is common to initially hide or mask your feelings and thoughts from those around you. We are sincerely curious about what the individuals living in Seoul are like rather than just knowing where they live or what they do for a living. Hopefully Korean readers will feel like they are more a part of a community after following Humans of Seoul. Another difference lies in the focus on the self-recognition of happiness. Seoul, as the capital of the country, has the highest suicide rate and the lowest life satisfaction. Our interviewees often confess their personal views on happiness and look to give advice especially toward the future generation. This implies people’s strong desire for happiness under the harsh pressure of society on individual lives, inspiring the readers to have the better future; it’s a form of sincere humanity from strangers.

Slide2

Dryka B. : I have this really nice friend whom I usually talk to through Facebook and sometimes it gets funny since Portuguese is my mother language and he’s Korean, so we have to meet half way texting in English, but he’s not so good at it and I sometimes get lost in translation too. I’m trying to learn Korean little by little and all by myself. Have you ever met someone on the streets of Seoul trying to overcome the language barrier ?
Humans of Seoul:
Things must be different when a foreigner lives in Seoul. There are tons of Korean classes. Just being in a Korean city would improve their Korean proficiency. Most expats, except for Korean Americans, didn’t speak Korean well, but their pronunciation of several necessary Korean words (e.g. “Ajumma” and “Gyesan haejuseyo”) was really great. I personally know some expats who can speak Korean well, but never have met such people on the streets yet.

Slide4

Dryka B. : I have to say, I am someone who came to be interested in Korea because of Korean pop music and Korean dramas, and we always hear about Busan, Jeju, Incheon, Gwangju and therefore we are curious about people leaving outside of the capital too. Do you have any plans on starting another project like this in other Korean cities or at least extend and be ‘Humans of Korea’?
Humans of Seoul: Some page managers contacted us in their initial stages. We always advise them to put humanity first. As in "Humans of New York", "Humans of Seoul" currently aims for humanity and universality not for the regional characteristics; thus, we are not sure what kind of forms an united page of 'Humans of ' project could have in Korea. Maybe it’d be fun to see!

Dryka B. : In my search to know more about Korea, since a lot of aspects about it fascinates me, I came across some not so foreign friendly blogs out there that seriously slows down and discourages cultural exchange between people from different countries. Brazil has a few clichés attached to it and you probably heard about it, and even though it’s not all there is, its indeed part of our culture. Are there a lot of generalizations about Korea and Koreans that are not really part of Korean culture? And how people usually react to them?
Humans of Seoul: We also know the aforementioned issue you raised, but it’s a bit premature for us to give a conclusive answer to your question. We, even including English-Edition-Editor, have lived in Korea for quite a long time; it’s not easy for us to see how Korean culture is viewed in other cultures. What contributes to this problem is that there have been very limited ways to view actual Korean lives as they are. We believe that "Humans of Seoul" makes up for the scares sources.


Slide5

Dryka B. : As you said before "Humans of Seoul" was inspired by "Humans of New York" initiative, but can you tell us how the idea came about? And a little bit about the team behind it all, like where they came from, ages and future ambitions?
Humans of Seoul: Last summer, I (Editor-in-Chief) was told by my friend that there is an awesome photography project. She simply mentioned the site, giving me the link: humansofnewyork.com. At first, I thought the site would be where the photographer gathered images of strange New Yorkers, but as I read daily entries of HoNY on Faecbook timeline, my perception totally changed. Then, I came to the conclusion that Seoul people need such a project as HoNY. Right after concluding that, I called my partner, Kihun Park (Creative Director), who’s working in the fashion photography industry. After skimming several episodes of HoNY, he coolly said “Yeah, let’s do this”. Later, for precise English translation, we recruited a native English speaker, Christy, who works as an English teacher in Korea and reads Korean at a decent level. We’re not sure about the future of this project, but the first goal for the time being is to enlighten Seoul people about the happiness and humanity, which seem to vanish little by little as Korea develops.

10325286_10152006390392750_7763002987643420785_nHumans of Seoul co-founders

Enjoying a book, going out with friends, following dreams…even if expressed in a different language all around the world, those are all things we can relate to. Accepting the differences, admiring them and embracing the similarities, that's what these projects are about, and this is how the world should be too.

Thank you "Humans of Seoul" for kindly talking to RomanticK and for showing us Korea's true colors.

Show your support by following "Humans of Seoul"! And check it out more of these stories on:
Facebook: www.facebook.com/seoulhumans
Tumblr:  www.humansofseoul.com

And don't forget to check it out the original project "Humans of New York":
Website:
www.humansofnewyork.com
Facebook: www.facebook.com/humansofnewyork

*Special thanks to Ingra Braga, who helped to translate and correct the interview!

Bear Hug
Dryka B.

 

Playlist: Mães e filhos...

(PT) Nesse dia das mães quero homenagear todas as mães e pais desse mundo, e ao invés de fazer um texto enorme sobre como nossos pais são incríveis (especialmente os meus) eu resolvi fazer uma playlist. Minha mãe é a pessoa mais forte que eu conheço, além de ser linda, divertida e ter o poder de prever o tempo! (MÃE, EU AMO VOCÊ!)

(ENG) In this Mothers' Day I want to honor all mothers of the world, and instead of making a huge text about how our parents are amazing (especially mine ) I decided to make a playlist . My mother is the strongest person I know, besides being beautiful, fun, and have the power to predict the weather! (I LOVE YOU, MOM!)

DSCN8017

(PT) Nossos pais não são guardiões de toda sabedoria, mas eles fazem o melhor, e querem o nosso bem, isso não significa que eles não possam errar também. Nem todos têm os pais do lado, às vezes os pais são os amigos, os tios, os irmãos. Pais e mães não se restringem a laços sanguíneos, mas sim a laços do coração.
Tem mãe que é pai e mãe, tem pai que é mãe e pai, tem gente que tem duas mães e outros que tem dois pais. Tem pais que cuidam dos filhos de outros pais que não puderam. Então seja quem for que te dá os sermões, cuida de você quando você está doente, se importa com todos os aspectos da sua vida, e larga tudo pra estar com você quando você precisa, essa é sua família.

(ENG) Our parents are not guardians of all wisdom, but they do their best, and want the best for us, that doesn't mean they can't go wrong too. Sometimes parents are friends, uncles, brothers. Fathers and mothers are not limited to blood ties, but the ties of affection. 
There are mothers that are father and mother, there are fathers that are mother and father, there are people who have two mothers and others who have two fathers. There are parents who take care of children of other parents who could not. So whoever scolds you, takes care of you when you are sick, cares about every aspect of your life, and drop everything to be with you when you need to, this is your family.

Doris Day - Que Sera, Sera

~~Quando eu era apenas uma menina
Perguntei para minha mãe, 'O que eu serei? '
Serei bonita?
Serei rica?
E ela disse isso pra mim:
'O que será, será…
O que quer que seja, será
Não cabe a nós enxergarmos o futuro
O que será, será…
O que quer que seja, será'
~~

Lynyrd Skynyrd - Simple Man

~~Mamãe me disse quando eu era jovem
Venha sentar-se ao meu lado, meu único filho
E ouça com atenção o que eu lhe direi
E se você o fizer, isto lhe ajudará em algum belo dia
Não se preocupe, você se encontrará
Siga seu coração e nada mais
E você conseguirá se tentar
Tudo que eu quero para você, meu filho
É que esteja satisfeito
E seja homem simples
Seja algo que você ame e entenda
Seja um homem simples
Você não fará isso por mim, filho
Se você puder?
~~

SNSD - Dear Mom


~~Ainda que eu tenha feito algumas escolhas erradas
Você silenciosamente me assistiu
E agora que eu cresci eu consigo entender melhor
O significado das preces de uma mãe
Eu serei uma pessoa com um coração gentil
Eu me tornarei altruísta
Eu guardarei os desejos da minha mãe com amor
E pensarei nela, com quem eu compartilhava meus sonhos e penteava meu cabelo
Mas o que eu faço? Meu coração ainda é pequeno
Será que eu conseguirei sem segurar a mão de minha mãe?
Tenho medo porque ainda cometo muitos erros
Mas serei uma filha de quem ela terá orgulho
~~

Jamie O'Neal - Somebody's Hero

~~Ela é herói de alguém
Um herói para seu bebê com um joelho esfolado
Um beijinho é tudo que ela precisa para curar
Ela é a guardiã dos salgadinhos
A voz que traz a Branca de Neve a vida
Histórias para dormir todas as noites
E aquele sorriso permite que ela saiba
Ela é herói de alguém
~~

Alicia Keys - Superwoman

~~Por todas as mães que lutam
Por dias melhores que virão
Por todas as mulheres sentadas aqui agora
Que tem que voltar para casa antes do sol se por
Para todas as minhas irmãs
Cantando juntas
Dizendo: Sim eu vou, sim eu posso.
Porque eu sou uma Super-Mulher
Sim eu sou,
Sim ela é...~~

Roberto Carlos - Como é grande o meu amor por você

~~I have so much to tell you
But words can not say
How great is my love for you
And there is nothing to compare
In order to explain
How great is my love for you
Not even the sky or the stars
Even the sea and the infinite
It's bigger than my love, nor more beautiful
I despair searching
For some way to tell you
How great is my love for you
Never forget for a second
I have the greatest love in the world
How great is my love for you…~~

(PT) Feliz dia das Mães!
(ENG) Happy Mothers' Day!

Abraço de Urso
Bear Hug

Dryka B.



Dryelli, 24 anos, Maringá, PR