Catwalk - São Paulo Fashion Week

Hello Everyone!
Antes tarde do que nunca!
Eu acho que vi umas 25 coleções que desfilaram pelo SPFW para a Primavera/Verão 2013-2014, e eu tenho 25 looks favoritos, de 14 coleções diferentes. Até parece um bom número, mas sinceramente, em minha opinião, eu achei a SPFW ‘boooooooooring’ (chata), nem a polêmica com os cabelos ‘bombril’ de Ronaldo Fraga ou o desfile de bonecas assustadoras da FH salvou essa semana de ser uma das mais chatas dos últimos anos, não, eu não esperava polêmicas e escândalos, mas eu esperava mais criatividade!
O que eu vi nos desfiles em geral….
Muitos tons pastel (tinha desfiles que pareciam pacotes de algodão colorido ou que me fizeram dizer “minha nossa senhora da bolacha de maizena biscoito de amido de milho”, um look bege atrás do outro), branco e preto, um pouco de um laranja-queimado-desbotado, que com muito esforço poderia ser chamado de coral, mas não é, e que eu detestei. Amarelo e um verde esmeralda bonito, mas muito mal aproveitado, e várias estampas que eu vou fazer uma prece mental pra não chegar nas ruas. Além de cortes que não favorecem em nada o corpo feminino especialmente as curvas da mulher brasileira. Tudo de ruim que eu vi, não mostrarei aqui pra não dar ideias!
Por outro lado tinha sim coisas lindas e essas eu posso mostrar sem medo...
Slide1Slide2Slide3
Minhas 4 coleções favoritas do SPFW:
Alexandre Herchcovitch
O estilista se inspirou na própria coleção, lançada para o verão 1998/99 da marca, e trouxe para a passarela, vários vestidos, de mini até longos, muito preto e branco e as listras que estarão com tudo nesse inverno e também no próximo verão! Inclusive já fiz um post sobre elas AQUI!
Slide5
Samuel Cirnansck
Segundo Samuel Cirnansck a inspiração para a coleção foi: “ Da Indonésia, a febre das flores; da Holanda, o perfume das flores”. Com S. Cirnansck pra mim é sempre o mesmo, nem sempre eu amo os looks em si, mas eu sempre admiro o trabalho com o tecido e o acabamento dos looks, e todo o romantismo que ele envolve nas coleções, e essa coleção não foi diferente. Desfilaram muitos vestidos com cara de baile de escola americana nos anos 90, exagerados e muito cheios de babados e cores estranhas, muito volume, porém teve três looks nesse desfile que amei e muito, gostei do tecido, da cor, do corte, e de como valoriza o corpo e por isso acabou como uma das minhas coleções favoritas!
Slide6
Água de Coco
Liana Thomaz pela Água de Coco trouxe “As riquezas, misturas e diversidades do Brasil” para a passarela. E acho que foi a coleção que melhor aproveitou as estampas. O Desfile foi colorido, elegante, com mix de estampas e padrões muito bem feitos. Sem falar nos cortes lindos e super femininos!
 Slide4 
Têca
Outra coleção maravilhosa foi a da Têca comandada pela Helô Rocha, inspirada nas porcelanas antigas, na riqueza dos detalhes das louças pintadas, nos vasos chineses e azulejos portugueses, além das esculturas do artista chinês Li Xiaofeng, que cria roupas feitas de cacos de porcelana. A coleção é toda em branco, preto e tons de azul! E eu me apaixonei completamente!
Slide7
Vale muito a pena conferir o desfile completo da Têca!

O que achou do SPFW? Deixe um comentário! Alegre
Abraço de Urso
Dryka B.

Spotlight - Lee Hi

Hello Everyone!
Sumida porque o site do São Paulo Fashion Week está complicando tudo pra eu reunir os looks mais legais que passaram por lá e mostrar aqui pra você, mas eu estou finalizando e amanhã sem falta eu posto!
Enquanto isso, prometi na página do blog no facebook que eu mostraria o novo vídeo da Lee Hi “Rose” assim que fosse lançada a versão completa dele, já que o visual do MV está incrível, com cara de editorial de primavera, que por sinal começou no hemisfério norte, enquanto curtimos o começo do friozinho por aqui com o outono! Mas daí o MV superou tanto minhas expectativas e tem muito mais nele que o conceito primavera, que eu resolvi além de mostrar o vídeo “Rose” falar da Lee Hi, que foi lançada em outubro do ano passado e já ganhou o seu lugar de destaque no cenário musical!
lee-hi-1st-single-1-2-3-4-lee-ha-yi-32677167-656-874
A Lee Hi é uma cantora sul-coreana de apenas 16 anos e uma voz linda! Ela ficou em segundo lugar num programa de talentos famoso na Coréia, onde ela apresentou covers incríveis como “Mercy” da Duffy e “Rolling In The Deep” da Adele, e no fim ela acabou assinando um contrato com a YG Entertainment, uma das maiores gravadoras sul-coreana.

O primeiro single da Lee Hi “1,2,3,4” foi lançado em Outubro de 2012 e logo na primeira semana atingiu o primeiro lugar nas paradas e logo a garota ganhou o apelido de “Monster Rookie”, por ser uma das mais novas artistas a ganhar diversos prêmios importantes! E inclusive está indicada ao prêmio “World Music Awards” na categoria “Melhor música do mundo” por “1,2,3,4”.
Lee Hi além da voz linda, tem um estilo meigo que eu adoro, um mix pinup com um visual moderno e elementos até um tanto infantis, mas a Lee Hi e os estilistas da YG,  conseguem deixar tudo em perfeita harmonia com a música, a idade e a personalidade fofa e tímida da Lee Hi.
collage-cl-leehayi-lee-hilee-hi-1st-single-1-2-3-4-lee-ha-yi-32677157-874-656lee-hi-3
Agora com o lançamento do primeiro álbum completo, Lee Hi não decepcionou, o primeiro Music Video para a track “It’s Over”, é divertido, colorido, a música é cativante e não dá pra não amar uma história de um namoro chegando ao fim, onde o namorado é um urso de pelúcia gigante! Afinal homens podem ser fofos quando querem, mas a Lee Hi diz que mesmo assim não dá pra confiar nas aparências! Esperto 
It’s Over” é perfeito, surpreendeu e superou “1,2,3,4”!
E hoje quando eu pensei que não podia ficar melhor, foi lançado o MV “Rose”, com um visual cheio de contrastes e mais sombrio (digamos assim), pra combinar com a música que diz que “Toda rosa tem seus espinhos…” (eu já ouvi isso numa velha rock ballad ou estou enganada?)
553332_417886924974191_1195647024_n-800x45020130328_leehi_rose
Quando vi as imagens pensei que seria um vídeo bem fofo, puramente com cores pastéis e flores e sorrisos, mas de repente tinha sangue, gelo, armas e espinhos….afinal nem só de flores é feita a vida e todo mundo tem um lado negro com o qual tem que lidar!
Será que já posso colocar a Lee Hi na minha lista de artistas favoritos ou ainda é muito cedo?

Espero que tenham gostado!
Abraço de Urso
Dryka B.

Digital Art - Merinx

Hello Everyone!
Eu sempre encontro no DeviantART artistas que realmente mereciam que suas obras estivessem expostas em grandes galerias, penduradas nas paredes das nossas casas e valendo muito dinheiro!
Um deles é o desenhista vietnamita Meri!
123456
Quem quiser ver mais desenhos desse artista é só visitar a galeria dele no DeviantART.com AQUI!
Abraço de Urso Alegre
Dryka B.

FTW - Baroque

Hello Everyone!
Na década de 1990, Versace dominou o mundo da moda com as Baroque Prints, ou Estampa Barroca…
Baroque-Versace-MAIN-MERGE-1861086401
A própria palavra Baroque se traduzida para o português pode significar EXAGERO, e era exatamente isso que estava expresso nas estampas de Versace. Pra quem não lembra Barroco é também um movimento artístico que se iniciou próximo aos anos de 1600 na Itália e rapidamente se espalhou pela Europa inteira. A arquitetura e pintura marcada pelo movimento barroco eram exageradas, luxuosas, rica em detalhes, contrastes e cores. Esse movimento foi apoiado pelo Catolicismo e por isso muito do Barroco está expresso na arquitetura e arte das Igrejas antigas. Era comum, os aristocratas usarem o estilo barroco em suas casas para demonstrar riqueza, luxo e poder.
Versailles-Chapel2Capela de Versailles
Hoje as Baroque Prints estão de volta como tributo à Gianni Versace, falecido a 15 anos e as estampas voltaram repaginadas. Logo que elas reapareceram continuavam bastante coloridas e chamativas, mas ainda mais ‘polidas’ que antes. E agora a inspiração para as estampas se concentra mais nos detalhes e acabamento da arquitetura barroca do que nas pinturas religiosas, e consequentemente estão mais elegantes e ‘usáveis’.
12473568910Lembrando que basta clicar nas fotos para ser redirecionado até a fonte da imagem!
Gostaram da tendência? Lembre-se de não ser escravo da tendência e moldá-la a seu estilo! Não tem graça se todo mundo sair igual! Esperto
Abraço de Urso
Dryka B.

Blogueira Off/Leitora ON – Atlantic Pacific

Hello Everyone!
Antes de ser blogueira eu sou leitora, viciada em blogs há alguns anos eu tenho vários favoritos e sempre procuro novos blogs interessantes por aí. Então toda sexta vou indicar algum blog ou site diferente ou então deixar os links dos meus posts favoritos da semana! Espero que gostem tanto quanto eu!

Pra começar vou indicar um dos meus blogs favoritos, o Atlantic Pacific.

Sem título
O Atlantic Pacific é comandado pela americana Blair Eadie, tem um layout simples, com nada além de fotos dos looks da Blair e a marca das peças do look! E isso é só o que é necessário pra fazer o blog dela ser um dos mais legais do mundo, porque os looks são incrivelmente lindos!

Slide3

Eu acho divertido e misterioso o fato de que só vi os olhos da Blair uma ou duas vezes, ela usa óculos escuros em praticamente todos os looks!

Slide1

Ela tem um estilo eclético, e produções que vão do básico preto/branco e neutro a uma mistura completa de estampas, e looks coloridos dos pés a cabeça.

Slide2

Vale muito a pena acompanhar o Atlantic Pacific!

Abraço de Urso Smiley de boca aberta
Dryka B.

Playlist – Badass Girls

Um dia disseram que mulheres não sabiam fazer rock de qualidade...estavam ERRADOS!
Bateristas, guitarristas, baixistas ou vocalistas, elas podem ser tão boas quanto os homens e ainda fazer tudo em cima do salto alto!

Halestorm – Love Bites (So do I)

O Halestorm liderado pela vocalista Lzzy Hale, ganhou um Grammy por Melhor Performance Hard Rock/Metal na última edição da premiação.

“O amor morde, mas eu também!”

Crucified Barbara – Play me Hard

Eu lembro que encontrei Crucified Barbara na época do ‘MySpace’ (RIP) ainda, porque eu era viciada (e ainda adoro) a banda de pop/rock Vanilla Ninja e o CB estava relacionado. Apesar de amar Vanilla Ninja, as estonianas não tinham a mesma habilidade nos instrumentos que as suecas, que inclusive passaram pelo Brasil em uma turnê no ano passado!

“Eu sei que você não consegue resistir a mim, no final eu sou a única”

Evanescence – Whisper

Sou suspeita pra falar de Evanescence, adoro desde meus tempos de adolescente, e talvez por isso carrego uma nostalgia pela formação da banda na época do álbum Fallen, dizem que um álbum é realmente fantástico quando você gosta de absolutamente todas as faixas e ‘Fallen’ é perfeito do começo ao fim, depois o segundo álbum de estúdio The Open Door é ótimo, mas não tanto quanto Fallen’e o ‘novo’ álbum Evanescence se eu disser que gosto de 3 músicas é muito! E o Evanescence ainda tem músicas incríveis que nunca estiveram nos álbuns de estúdio. Ainda sim, o talento de Amy Lee é inegável e não dá pra falar de badass girls sem falar dela também!

“Imobilizada pelo meu medo, e em breve, serei cega por lágrimas.”

Pat Benatar – Hit Me With Your Best Shot

Não dá pra falar de mulheres do rock, sem falar de Janis, Pat e Joan porque elas fizeram rock exatamente quando diziam que lugar de mulher era na cozinha!

“Nocautea-me, é tudo em vão, eu volto a ficar em pé novamente!”

Joan Jett – Bad Reputation

“Uma garota pode fazer o que ela quer fazer e isso é o que vou fazer! E eu não to nem aí pra minha má reputação!”

Janis Joplin – Cry Baby

“E se você precisar de mim, você sabe que eu sempre estarei por perto se você me quiser, sempre!”

Não esqueçam que a playlist fica no canal do blog no youtube, é só se inscrever lá para acompanhar as músicas que aparecem por aqui! Só clicar no Youtube ali do lado direito do blog ou clicar AQUI!

E não esquece de curtir a fanpage do blog do facebook AQUI!

Abraço de Urso Smiley piscando
Dryka B.

Brigadeiro Com Pipoca - A Werewolf Boy

Hello Everyone!
Chuva e friozinho gostoso, o primeiro dia do outono começou com cara de filme e pipoca. E eu trouxe uma dica de filme que vale muito a pena assistir!
A Werewolf Boy
Song-Joong-Ki-A-Werewolf-Boy“O amor foi a primeira linguagem humana que ele aprendeu.”
Sinopse: Kim Soon-yi, uma senhora já com 60 e poucos anos, vivendo nos Estados Unidos, recebe uma ligação sobre a venda da antiga casa de sua família na Coréia do Sul, ela e a neta viajam para resolver a questão da venda e resolvem passar uma última noite na casa, onde ela relembra sua juventude na casa.
A mãe viúva de Kim Soon-yí foi aconselhada pelo médico da filha a se mudar para o campo devido a saúde frágil de Soon-yí, a casa de campo é emprestada por Ji-tae, o arrogante sócio do falecido pai de Soon-yí, que manteve a empresa toda pra ele depois de um golpe. Ji-tae apenas empresta a casa para a família Kim porque pretende casar com Soon-yí. Soon-yí é triste e solitária, ela sofre por ter a saúde tão frágil e não conseguir fazer as coisas do mesmo jeito que todo mundo. Certo dia a família encontra um garoto perdido, que não fala e age como um animal e então Soon-yí passa a ensinar o garoto a ser um humano normal.
fullsizephoto255839
Fiquei curiosa pra assistir o filme por causa do ator principal, Song Joon-ki, eu fiquei fascinada pela atuação dele depois de assistir o dorama “The Innocent Man/Nice Guy”. Quando o filme estreou no “Festival Internacional de Cinema de Toronto (Canadá)”, onde foi aclamado pela crítica. “A Werewolf Boy” é o filme coreano mais bem sucedido de todos os tempos, com mais de 4 milhões de entradas vendidas para o cinema, 1 milhão já nos primeiros 3 dias de exibição. E eu não me decepcionei nem um pouco, na verdade até me surpreendi. O filme é lindo, a fotografia vintage, o desenvolvimento dos personagens principais, a inocência de Chul-Soo (o werewolf boy), o jeito como eles vão se apegando um ao outro e ele vai aprendendo cada coisa, e de bônus tem algumas cenas muito engraçadas. O filme tem falhas? Tem, não vou mentir. Geralmente eu gosto quando os personagens secundários tem uma importância real na história, então a falta de desenvolvimento dos coadjuvantes as vezes me incomoda, por outro lado a atuação do Song Joon-ki é tão fantástica que os personagens secundários não fazem muita falta. As crianças por outro lado são umas graças! O vilão é o típico playboy patético e dá vontade de quebrar a cara dele toda vez que ele aparece na tela.
2012 - A Werewolf Boy (Still 4)
O mais incrível no filme é que Chul- Soo (Song Joon-ki) não fala, e ele não precisa, ele consegue passar cada emoção em gestos e expressões.
song-joongkis-character-poster-for-a-werewolf-boy-revealed_ciarw_1
Preparem os lencinhos, porque tem sim cenas de partir o coração, e simbologias sutis e o final é muito especial. “A Werewolf Boy” me lembra das histórias de “Além da Imaginação” e por algum motivo o filme “Diário de Uma Paixão”, mesmo que não tenha nada a ver a história, uma coisa é semelhante, aquele amor sobrevive a tudo.
E a trilha sonora também é maravilhosa!
96801_galwolf_boy-710x450
Pra fazer download do filme legendado em Português no “DRAMAS ASIÁTICOS” é só clicar AQUI!
Tem que fazer download das 4 partes, que é rapidinho, já que é pelo 4shared Smiley de boca aberta, e depois juntar as partes, eu uso o programa HJ-Split que é bem simples, leve e freeeee e dá pra fazer download do programa AQUI!
Abraço de Urso
Dryka B.


Dryelli, 24 anos, Maringá, PR